Mitos e verdades sobre a prótese de mama

Entenda um pouco mais sobre como funciona a prótese mamária de silicone e quais são os mitos e verdades que cercam esse procedimento.

Hoje em dia muitas mulheres optam por realizar um implante de silicone, fato que faz com que essa cirurgia plástica esteja entre os procedimentos cirúrgicos mais realizados no Brasil.

Mesmo sendo uma cirurgia tão popular, a prótese mamária de silicone ainda é rodeada de mitos que assustam algumas mulheres e as afastam de realizar o procedimento.

Se você é uma das pessoas que escuta os mitos e verdades sobre a prótese de mama e não sabe em que acreditar esse artigo vai te ajudar! 

Continue a leitura e entenda mais sobre esse procedimento.

Verdades e mitos sobre prótese de silicone

Fique atenta às próximas linhas pois iremos desmistificar alguns mitos sobre prótese de silicone e contar algumas verdades muito vantajosas que o procedimento proporciona

1 – Silicone atrapalha a amamentação 

Mito! A prótese de silicone não atrapalha a amamentação, que é o que muitas mulheres acreditam. Isso porque quando colocada de forma correta por um profissional habilitado para tal, a prótese feita de gel que não escorre ou vaza fica localizada atrás do músculo do peito ou da glândula mamária não interferindo de forma alguma no aleitamento.

2 – Prótese aumenta o risco de câncer 

Mais um dos grandes mitos sobre a prótese de silicone muito conhecido é o achismo de que a prótese pode aumentar o risco de câncer.

Não há qualquer indício ou relação que entre uma prótese mamária e o aumento de patologias desse tipo. Mulheres que possuem o implante assim como qualquer outra só devem se manter atentas para realizar os exames com certa frequência!

3 – Implantes podem sair do lugar ou se romper 

Essa não é uma verdade absoluta, mas pode acontecer quando a paciente não cumprir as recomendações médicas de cuidados para o pós operatório ou ainda em outros casos como má técnica cirúrgica, infecção e até mesmo baixa qualidade do tipo de prótese.

Por isso é de extrema importância buscar um profissional qualificado para realizar o procedimento e evitar que ocorram esses tipos de imprevistos que colocam em risco a sua saúde! 

4 – É preciso trocar o silicone após a gravidez  

Isso é mito! Você só troca a prótese se esse for o seu desejo.

O que acontece é que no período de gravidez e amamentação as mamas aumentam mas depois de um tempo reduzem o que pode gerar um leve excesso de pele pela distensão da mesma e isso acontece com qualquer seio neste período, seja ele com prótese ou não.

O silicone permanece o mesmo sem sair do lugar, portanto a solução é retirar novamente o excesso de pele ou se quiser aumentar o tamanho da prótese.

5 – Ocorre alteração de sensibilidade nas mamas 

Verdade! Durante a cirurgia de implante de silicone alguns pequenos nervos são danificados, assim como acontece em outros procedimentos cirúrgicos como a cesária por exemplo.

Portanto, nos primeiros meses há sim uma alteração da sensibilidade, mas ela tende a ser transitória retornando e regredindo durante algum tempo. Quanto maior a prótese maior também será esse efeito colateral, uma vez que o espaço utilizado para colocação do implante será maior e consequentemente a lesão dos nervos mais extensa.

Autoestima com implante de silicone 

Com certeza uma das verdades sobre implante de mama é que este promove uma grande autoestima para as mulheres que optam por realizar esse procedimento.

E agora que você já entendeu um pouco mais sobre esse procedimento e que alguns comentários não são verdadeiros, não deixe mais tempo passar para ter sua autoestima de volta! 

Em nossa clínica os profissionais são altamente qualificados e aptos a realizar esse procedimento. Acesse nosso site e agende já uma consulta!

Acesse o site da Dr. Hazel e saiba mais sobre os melhores procedimentos estéticos para aumentar sua autoestima!

 

Leia também: Entenda o que é dismorfia corporal e saiba como tratá-la

Hazel Fischdick - Doctoralia.com.br