ABDOME

A abdominoplastia trata a flacidez de pele, a musculatura e o excesso de gordura da parede abdominal. Ela pode ser necessária após grandes perdas de peso, algumas doenças ou do envelhecimento. Os músculos abdominais, quando separados, devem ser reparados, sendo aproximados para reconstruir a cinta abdominal interna. A abdominoplastia pode ser a opção de homens que têm pele abdominal em avental (geralmente resultado de perda de peso maciça), músculos abdominais flácidos e/ou hérnias negligenciadas.

O procedimento é capaz de retirar completamente as estrias caso elas estejam localizadas na região abaixo do umbigo. A indicação da cirurgia é feita após consulta e exame fisico, avaliando o componente de flacidez e de gordura intraabdominal, que nos homens é bem mais presente que nas mulheres e muitas vezes contra-indica a cirurgia ou indica a necessidade de perda de peso e mudanças no estilo de vida antes de permitir que seja realizada.

A abdominoplastia tem algumas variantes, mas a sua forma conhecida como clássica, difundida pela técnica de Pitanguy, requer duas incisões:
– Horizontal, na região acima dos pelos pubianos, com extensão que varia conforme a quantidade de pele que precisa ser removida.
– Ao redor do umbigo, utilizada para recolocá-lo em sua posição original.

O tempo de duração da abdominoplastia varia de acordo com a complexidade de cada caso mas varia em torno de quatro horas.
Homens com boa elasticidade da pele e com quantidade moderada de gordura abdominal se beneficiam da lipoaspiração associada à cirurgia.
Após a cirurgia é indicada observação em ambiente hospitalar por pelo menos uma noite, para controle de sinais vitais, tratamento inicial da dor e redução do risco de sangramento.
Quando a cirurgia se resume ao componente da pele não há necessidade do uso de drenos. O dreno é usado quando o componente de gordura é mais importante, quando a lipoaspiração é extensa e de maior volume ou quando o sangramento durante a cirurgia é maior que o esperado. O objetivo é a redução do edema, da reação inflamatória e do risco de grandes hematomas e seromas.
O uso de malha compressiva é muito importante para uma recuperação pósoperatória mais rápida e eficaz além da realização de drenagens linfáticas, hidratação adequada e ingestão de alimentos ricos em proteínas e vitaminas, importantes para a cicatrização (a vitamina C, por exemplo, é essencial para a produção de colágeno, aumenta a absorção de ferro e a imunidade; castanhas e nozes são ricas em gorduras saudáveis e tem alto poder antiinflamatório).

Agende sua Consulta!

Le Monde Office

 

Av. das Américas, 3500 Sl. 311 Bl. 06
Rio de Janeiro – RJ

CONTATO

 

Tel: (21) 3592-8184
Cel: (21) 99612-1889

E-mail

 

redes sociais