CICATRIZES

As cicatrizes são a maior preocupação quando se pensa em fazer uma cirurgia, e estão presentes em outros momentos da vida, como simplesmente quando sofremos um corte ou queimadura. Quando o organismo está saudável e a cicatrização é normal, a possibilidade de uma cicatriz pouco visível é grande.

Mas quando existe uma tendência genética à má cicatrização, ou quando a lesão (corte, queimadura, cirurgia) é desfavorável (por localização, infecção, doenças associadas) surge a necessidade do tratamento de cicatrizes.

As cicatrizes anormais podem ser classificadas como atróficas, hipertróficas ou quelóides. Esse último tipo é muito onfundido com a cicatriz hipertrófica e bem menos freqüente do que a maioria das pessoas acredita, sendo mais comum nas raças negra e amarela, entre 10 e 30 anos, e em áreas como lóbulos das orelhas, ombros e região pré-esternal.

– Cicatriz atrófica: acontece pela perda das estruturas que apoiam a pele, como por exemplo o músculo e a gordura. Este tipo de cicatrização é frequentemente associada à acne, varicela, outras doenças, cirurgias ou acidentes. No fundo, este tipo de cicatriz resulta de qualquer tipo de trauma onde exista perda de tecidos, deixando uma espécie de buraco na pele.

– Cicatriz hipertrófica: é uma cicatriz elevada mas que permanece nos limites da ferida original e com frequência regride espontaneamente. Pode ocorrer em qualquer parte do corpo e quando examinada ao microscópio apresenta feixes estriados de colágeno alinhados no mesmo plano da epiderme.

– Quelóide: é uma cicatriz que cresce além das margens da ferida original e tem predisposição genética. Tende a ocorrer acima das clavículas, no tronco, nos membros superiores e na face. Quando examinada ao microscópio apresenta feixes de colágeno mais espessos e desorganizados.

Os tratamentos atuais mais utilizados para as cicatrizes são pomada/gel tópico,placas de silicone, malhas elásticas com ou sem silicone, infiltração de corticóide intralesional em lesões de áreas limitadas e cirurgia (com ou sem a utilização de expansor cutâneo). A beta-terapia pode ser indicada no pré e pós-operatório imediato quando há diagnóstico definido ou presumido de quelóides.

O laser de CO2 fracionado, peelings químicos, toxina botulínica, dermoabrasão, microagulhamento (com ou sem infusão de medicamentos ou PRP), luz pulsada e enxertos de gordura também são tratamentos importantes para as cicatrizes e tem sua indicação indiviualizada.

Agende sua Consulta!

Le Monde Office

 

Av. das Américas, 3500 Sl. 311 Bl. 06
Rio de Janeiro – RJ

CONTATO

 

Tel: (21) 3592-8184
Cel: (21) 99612-1889

E-mail

 

redes sociais